Tratamento para Pangastrite

Qual o melhor tratamento para Pangastrite?

Basicamente o tratamento para pangastrite é o mesmo utilizado para gastrite e depende de vários fatores como:

  • Causas da pangastrite
  • Gravidade do caso;
  • Sintomas associados;
  • Presença de outras doenças;
  • Uso de medicamentos para outras enfermidades;
  • Presença de Helicobacter pylori;
  • Hábitos de vida;
  • Alimentação.

Tratamento para Pangrastrite

Podemos dividir o tratamento para pangastrite em várias partes que devem ser igualmente realizadas:

Tratar todas as causas: deve sempre tratar as causas da pangastrite (tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas, alimentação inadequada, uso de medicamentos, nervosismo, ansiedade, depressão, Helicobacter pylori, entre outras causas);

Mudanças de hábitos de vida: suspender o uso de cigarros e bebidas alcoólicas (isso é de vital importância para o tratamento); realizar atividades físicas de forma regular; evitar situações estressantes;

Medicamentos em uso prévio: reavaliar o uso de remédios, principalmente os anti-inflamatórios não esteroides (isso deve ser feito pelo seu médico);

Alimentação: alimentos podem ter uma relação direta com a pangastrite e com suas manifestações (sintomas). De um modo geral o paciente deve observar todos os alimentos e sua reação no corpo (alimentos que desencadeiam sintomas da pangastrite), esses alimentos devem ser abolidos, além desses que são específicos para cada pessoa, temos alimentos que são ruins para todos os pacientes (gorduras, frituras, doces, carnes gordurosas, temperos fortes);

Remédios para pangastrite: existem atualmente remédios específicos e bem eficientes para o tratamento da pangastrite e para o tratamento dos seus sintomas mais incômodos (tratamento sintomático). Um dos remédios mais comuns é o Omeprazol na dosagem de 20 a 40 mg ao dia (nunca tome remédio sem receita médica – a auto-medicação pode ser perigosa);

Tratamento de condições concomitantes: situações de nervosismo, ansiedade, depressão, Helicobacter pylori (teste de urease positivo na endoscopia ou na biópsia) e outras condições médicas precisam ser adequada tratadas para o efetivo sucesso do tratamento da pangastrite.

6 thoughts on “Tratamento para Pangastrite

  1. Viviane

    Boa noite! Fiz o exame deu pangastrite mas sinto muita dor debaixo da costela esquerda já fiz muitos exame não deu nada, essa dor abdominal pode ser da gastrite?

    Resposta:
    Pode ser da gastrite!

    Reply
  2. Wesley

    Bom dia!

    Acabei de descobrir através de uma endoscopia digestiva alta: Pangastrite seguida de H. pilory positiva. Já fiz o tratamento antes para eliminar a bactéria e não consegui, já estou ficando preocupado. Mesmo as bactérias que são consideradas resistente é possível serem extintas de nosso organismo? Existem muitos casos de não conseguir eliminá-las?

    Resposta:
    “Tanto reinfecção quanto falha do tratamento podem ocorrer, converse com seu médico!”

    Reply
  3. Izabelle Viviane

    Fiz uma endoscopia e o resultado deu pangastrite. Sinto queimores na ponta da língua durante o sono, isto está relacionado a pangastrite?

    Resposta:
    Talvez!

    Reply
  4. Luiza Santos

    PERGUNTA: fui diagnosticada que estou com Pangastrite erosiva intensa, isso é grave? De onde vem esse problema? Eu parei de fumar há 10 meses e engordei em torno de 10 quilos; por favor alguém me responda, obrigada!

    Resposta:
    É uma situação que pode ser considerada mediana, do ponto de vista da gravidade! Pode ser causada por um grande número de situações… conforme colocado na postagem acima.

    Reply
  5. Marlene Maria Marques Emiliano

    Tenho observado que pacientes com os sintomas acima citado se preocupam muito em tratar os efeitos que a doença provoca sem se preocuparem em tratar a raiz do problema, que são estres, nervosismo, depressão, etc…

    Reply
  6. MARIA DE LOURDES DE SOUZA

    Além de muita azia, dor no estômago e náuseas, sinto muito cansaço e indisposição sempre.
    Tenho um pólipo na vesícula, ele pode ser responsável por todos estes sintomas? O que devo fazer?

    Resposta:
    O pólipo não causa estes sintomas, precisa procurar um médico e tratar seu problema no aparelho digestivo e também, provavelmente, seu problema emocional!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *