Útero aumentado e mioma preciso fazer cirurgia?

Já tenho 35 anos e 3 filhos de 4 gestações (tive um bebê que faleceu). Meu ginecologista pediu um exame de rotina e fiz um ultrassom pélvico transvaginal meu útero deu volume de 187 cm com presença de nódulo miometrial intramural calcificado (mioma calcificado), gostaria de saber se é necessário cirurgia? Preciso operar ou somente fazer tratamento?

Há várias formas de tratar tanto o útero aumentado como os miomas e em grande parte das vezes nenhuma forma de tratamento é necessária. A cirurgia é apenas uma das forma de se tratar tanto o útero com volume muito aumentado (Histerectomia – retirada total ou parcial do útero), assim como os miomas (Miomectomia – retirada apenas do mioma, pode ser feita histerectomia total ou parcial dependendo do caso), a indicação de cirurgia depende de muitos fatores e o resultado do ultrassom é apenas um deles.

Fatores que podem influenciar na tomada de decisão do médico para indicar ou não a cirurgia:

  • Sintomas: as queixas do paciente são, na minha opinião, o fator decisivo na tomada de decisão em relação a fazer ou não a cirurgia(sangramentos e hemorragias, cólicas e dores, entre outros sinais e sintomas ajudam muito na tomada da decisão);
  • Planejamento pessoal da paciente: a idade, número de filhos e o desejo de engravidar novamente tem um papel fundamental na escolha entre operar ou não e também qual tipo de cirurgia fazer.É necessário deixar bem claro que o médico apenas orienta, mas a decisão final é da própria paciente;
  • Doenças concomitantes: situações e doenças podem influenciar na decisão. Algumas vezes favorecendo a indicação da cirurgia e outras vezes impedindo a realização da cirurgia;
  • Resultado dos exames: coloquei propositalmente em último lugar porque o tamanho do útero analisado de forma individual tem pouca influencia na tomada da decisão, assim como a quantidade e o tamanho dos miomas, claro que situações de grandes aumentos no tamanho do útero e miomas muito grandes e em grande número vão influenciar na decisão, principalmente porque nesses casos vão haver sintomas e como colocado acima, os sintoma são o principal fator.

Lei também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *